Como os pais estão preparando seus filhos pré-escolares para um mundo em rápida mudança ao seu redor?

O recente projeto da Viacom, Little Big Kids: Preschoolers Ready for Life tentou responder esta pergunta. Para este estudo, a Viacom falou com os pais, avós e irmãos de 6.500 pré-escolares em 12 países – além dos próprios pré-escolares de idades de 2 a 5 anos. Na África do Sul, 549 mães e pais foram pesquisados.

Aqui estão algumas das principais descobertas sobre como os pais da África do Sul estão trabalhando para deixar seus filhos “prontos para a vida”:

Os pais sul-africanos sentem-se ansiosos sobre a segurança e as perspectivas futuras dos seus pré-escolares. Em todos os lugares os pais se preocupam com a segurança dos seus filhos, mas na África do Sul esta preocupação é consideravelmente mais alta (47% África do Sul, 38% global). Praticamente todos os pais na África do Sul estão inquietos sobre o futuro dos seus filhos (97%) – mais alto do que a média global de 91%.

Eles veem os jogos com uma ferramenta educacional. Quase 8 em cada 10 pais da África do Sul (78%) acreditam que seus pré-escolares aprendem mais através de jogos – acima da média global de 72%. Além disso, 78% dos pais sul-africanos acham que aprender através de jogos é mais importante para os pré-escolares (72% global).

Eles são grandes defensores de brincadeiras ao ar livre. Os pais na África do Sul são mais propensos do que seus pares globais a encorajar que os pré-escolares brinquem ao ar livre (82% África do Sul, 76% global). Além disso, quase dois-terços dos pais na África do Sul acreditam que seus pré-escolares ficam mais felizes quando estão brincando ao ar livre (63%).

Eles acreditam que a tecnologia melhora a inteligência dos seus filhos. Quase três-quartos dos pais sul-africanos acham que a tecnologia está tornando seus filhos mais inteligentes (73%), em comparação com 61% global. Estes pais podem estar se voltando para a tecnologia para preencher lacunas do sistema educacional. Desta forma, é importante para eles manter-se atualizados em relação aos mais recentes desenvolvimentos tecnológicos (64%). As TVs são o aparelho mais comum disponível para os pré-escolares (85%), seguido de tablets (59%) e telefones celulares (58%).